Fim de semana que é fim de semana é em Arouca. Se não acontece isso parece que nos falta algo, o oxigénio necessário para sobreviver a mais uma semana. Estando em Arouca, é obrigatória a ida ao meu barbeiro, o senhor José, da Barbearia Ferreira. Gente boa e simpática, sempre disponível e com a qual vamos tendo mais confiança e nos vamos tornando mais fiéis. E é mesmo isso. Já experimentei ir a outros barbeiros e nunca é igual. Diz o senhor José, mestre nesta arte, que a minha barba é muito áspera para a pele que eu tenho, e que isso torna a tarefa muito difícil de forma a evitar cortes e a pele ficar macia. Enquanto se espera pela vez ouve-se de tudo um pouco. É uma espécie de sala de visitas da vila de Arouca. Se há local onde se fica a saber as últimas, este é um deles! Ou as conversas passam pelo futebol, tema que apesar de não me agradar lá vou ficando menos ignorante, ou então pelo fulano ou sicrano que está fora da mulher (conforme dizem por aqui, que é como quem diz que se separou), faleceu, teve um acidente, passando pela onda de assaltos às gasolineiras e aos estabelecimentos comerciais da região, acabando na festa ou romaria que ocorre ou estará para breve no concelho. As caras já são conhecidas e vamos tendo mais à vontade para opinarmos. No entanto, “alguns cabeludos” não conseguem ouvir, estando quase em monólogo constante até serem atendidos. Não deixa de ser interessante o que se vai ouvindo. Nada escapa ao corte e costura dos compadres. Enquanto espero, escrevo este post. Lembrei-me de o fazer porque acho que a dedicação do senhor José assim o merece. Não tinha qualquer obrigação mas já me deu o seu número de telemóvel para lhe ligar, caso não conseguisse vir ao sábado a Arouca. Já me atendeu a um domingo, mais do que uma vez. Interrompe o seu dia de descanso porque sabe que aprecio o seu trabalho e que não gosto de ir a mais sítio nenhum sem ser aqui. Não estamos habituados a estes gestos mas eles existem. Não sou eu que sou importante. O senhor José é que é boa pessoa. E sim, afinal, elas existem!